Fone: +55 11 3312-8090


Posts com a Tag ‘pbqphsiac’

Aprovada revisão da SiAC

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Em 26/04/2018 foi realizada a 74ª Reunião do CTECH, onde foram apresentadas as novidades na revisão do SiAC:

Prazo de transição
– 12 meses, a contar da data de publicação da portaria
A partir do prazo de transição, só poderão ser realizadas auditorias de acordo a nova portaria
– Certificados emitidos segundo Portaria nº 13 de 06/01/2017, antes da data de publicação da Portaria que institui o presente regimento geral, terão sua validade respeitada
– Certificados emitidos segundo a Portaria nº 13, de 06/01/2017 durante o prazo de transição, terão validade de 365 dias.

Alinhamento do SiAC à ABNT ISO 9001:2015
Torna-se ainda mais importante a transição de sua empresa à ABNT ISO 9001:2015, uma vez que a ISO 9001:2008 perderá sua validade em 9/2018. Se sua empresa ainda não iniciou as tratativas para migração às 9001:2015, a INNTELECTUS o auxiliará em todo o processo.

Condições de excepcionalidade para auditoria sem obra
– Imprescendível a existência de auditorias em obras para a certificação
– Estavam previstas duas condições de excepcionalidades para o caso de auditorias sem existência de obras: no caso de extensão de escopo e no caso de auditoria de supervisão.

Consulte-nos:

Via site: http://www.inntelectus.com.br/contato/fale-conosco/
Via e-mail: inntelectus@inntelectus.com.br
Telefone: (operadora)(11) 4411-2395

A Importância do Atendimento à NBR 15575

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

A indústria da construção brasileira alterou seus parâmetros de qualidade, com a publicação em julho de 2013 da Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais, NBR 15575, que estabelece os requisitos mínimos e as exigências de durabilidade, conforto e segurança em imóveis residenciais.

Antes as normas possuíam um caráter prescritivo, porém agora a norma NBR 15575 é baseada em desempenho e dividida em seis partes, sendo uma de requisitos gerais do projeto/obra e outras cinco referentes aos sistemas que compõem o edifício (estrutural, de pisos, de cobertura, de vedação e sistemas hidrossanitários). Estas regras privilegiam o consumidor e dividem responsabilidades entre fabricantes, projetistas, construtores e usuários.

O não cumprimento trará reflexos em ações judiciais seja nas perícias e/ou em aspectos processuais, uma vez que é vedado ao fornecedor de produtos e serviços colocar no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – CONMETRO.

Como consequência do não cumprimento às Normas, podemos citar:

• Rejeição ao produto;
• Abatimento do preço, indenização, dano legal;
• Obrigação de realizar reparos ou trocas (elevação de custos com pós-obras);
• Multas (PROCON), cobrança executiva;
• Reflexos na esfera criminal (normas de segurança).

Consulte a INNTELECTUS: via site | via e-mail

Plano de Controle Tecnológico no PQO

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

O Plano de Controle Tecnológico no Plano de Qualidade da Obra (PQO) visa direcionar a empresa ao controle de materiais e serviços críticos para assegurar o desempenho da edificação, conforme definido em projeto. Além disso, é um passo a mais em direção ao monitoramento da qualidade na execução da obra, com foco na norma de desempenho.

No controle tecnológico verifica-se a qualidade do material que será empregado na obra, com o objetivo de assegurar principalmente sua durabilidade e resistência. Para cada material utilizado na obra, deverá ser criado um plano de controle tecnológico, indicando qual será a atividade de controle, a norma utilizada para essa checagem, quando o controle será realizado, quem será o responsável, quais as evidências utilizadas para garantir o controle e os critérios para compra e inspeção do material.

Referente às edificações habitacionais, a elaboração do Plano da Qualidade da Obra deve considerar os requisitos de desempenho da ABNT NBR 15575 definidos nos projetos da edificação.

Vale ressaltar que toda obra deve ter um Plano de Qualidade da Obra (PQO), conforme previsto nos referenciais normativos dos níveis B e A do SiAC.

Consulte a INNTELECTUS: via site | via e-mail

Lâmpadas LED: obrigatoriedade do selo Inmetro

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Atenção construtoras ao adquirir lâmpadas LED para suas obras: conforme determinação do Inmetro, somente deverão ser comercializadas lâmpadas LED com Selo de Identificação da Conformidade do Inmetro a partir de 17 de julho de 2018.

Este Certificado atende aos requisitos estabelecidos por meio da Portaria Inmetro 144/2015, aplicável às lâmpadas LED com dispositivo integrado à base ou corpo constituindo uma peça única, não destacável, sendo destinadas para operação em rede de distribuição de corrente alternada de 60 Hz, para tensões nominais de 127 V e/ou 220 V, ou em corrente contínua (DC ou CC) em qualquer faixa de tensão, sendo um produto mais eficiente e econômico, com vida útil até 70 vezes maior do que a das lâmpadas incandescentes.

Excluem-se desta obrigatoriedade:

– lâmpadas com LED coloridos, com lentes coloridas, que emitem luz colorida;
– RGB, que possuem invólucro coloridos e decorativas, e emitem luz colorida;
– lâmpadas de LED com dispositivo de controle incorporado que produzam intencionalmente luz colorida;
– OLED.

Para maiores informações, consulte o site do Inmetro: http://www.inmetro.gov.br/inovacao/publicacoes/cartilhas/lampada-led/lampadaled.pdf

Fonte: Inmetro

Consulte-nos sobre SiAC e PBQP-H: via site | via e-mail

Sistema de Avaliação da Conformidade de Serviços e Obras – SiAC

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

O SiAC – Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras (SiAC) – tem como objetivo avaliar a conformidade do sistema de gestão da qualidade das empresas de serviços e obras, considerando as características específicas da atuação dessas empresas no setor da construção civil, e baseando-se na série de normas ISO 9000.

O Sistema busca contribuir para a evolução dos patamares de qualidade do setor, envolvendo especialidades técnicas de execução de obras, serviços especializados de execução de obras, gerenciamento de obras e de empreendimentos e elaboração de projetos.

Os princípios do SiAC são:

Abrangência Nacional: o Sistema é único, definido por um Regimento Geral, Regimentos Específicos e Referenciais Normativos, adaptados às diferentes especialidades técnicas e sub-setores da construção civil envolvidos na produção do habitat.

Caráter Evolutivo: Regimento estabelece níveis de avaliação da conformidade progressivos, segundo os quais, os sistemas de gestão da qualidade das empresas são avaliados e classificados. Ao mesmo tempo, induz a implantação gradual do sistema da qualidade, dando às empresas o tempo necessário para realizar essa tarefa.

Caráter Pró-Ativo: busca-se criar um ambiente de suporte, que oriente as empresas na obtenção do nível de avaliação da conformidade almejado.

Flexibilidade: pode se adequar às características regionais, às diferentes tecnologias e às formas de gestão próprias das especialidades técnicas e seus sub-setores.

Sigilo: as informações referentes a cada empresa são de caráter confidencial.

Transparência: os critérios e decisões tomados devem, necessariamente, ser pautadas pela clareza e impessoalidade.

Independência: os agentes envolvidos nas decisões têm autonomia e independência.

Publicidade: o Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras não tem fins lucrativos, e a relação de empresas avaliadas em conformidade é pública e divulgada a todos os interessados.

Harmonia com o INMETRO: o INMETRO disponibiliza um Programa de Credenciamento específico, de forma que os Certificados de Conformidade para diversos níveis só terão validade se emitidos por Organismos de Certificação de Obras (OCOs), credenciados pelo INMETRO e autorizados pela Comissão Nacional do SiAC.

Fonte: Ministério das Cidades

Consulte-nos: via site | via e-mail

10 motivos para certificar a sua empresa no PBQP-H SiAC

segunda-feira, 17 de março de 2014

Sua empresa é uma Construtora e ainda não possui o PBQP-H SiAC?

Confira abaixo 10 motivos para você certificar a sua empresa no PBQP-H SiAC:

1. O PBQP-H SiAC é uma sistema de gestão da qualidade que proporciona maior padronização dos processos durante a construção, reduzindo os desperdícios e garantindo melhores resultados com a redução do custo global da obra;

2. O PBQP-H SiAC garante o treinamento técnico e operacional dos funcionários envolvidos na obra, garantindo melhor qualidade no resultado final do empreendimento;

3. Empresas certificadas no PBQP-H SiAC são mais atrativas aos olhos dos investidores , pois garante mais credibilidade no processo de execução da obra;

4. Empresas certificadas no PBQP-H SiAC tem maior acesso aos créditos em bancos públicos (CEF, Banco do Brasil) e privados (Itaú, Bradesco, Santander, etc), pois a norma já é requisito obrigatório para estas instituições.

5. O PBQP-H SiAC aumenta sua receita financeira, poiso o consumidor final já reconhece que construtoras certificadas possuem mais garantia para entrega da obra, além de processos padronizados que refletem na qualidade do acabamento final e materiais utilizados.

6. O PBQP-H SiAC é um sistema único, definido por um Regimento Geral, Regimentos Específicos e Referenciais Normativos, adaptados às diferentes especialidades técnicas e sub-setores da construção civil envolvidos na produção do habitat;

7. O PBQP-H SiAC estabelece níveis de avaliação da conformidade progressivos, segundo os quais, os sistemas de gestão da qualidade das empresas são avaliados e classificados. Ao mesmo tempo, induz a implantação gradual do sistema da qualidade, dando às empresas o tempo necessário para realizar essa tarefa.

8. O PBQP-H SiAC pode adequar-se às características regionais, às diferentes tecnologias e às formas de gestão próprias das especialidades técnicas e seus sub-setores.

9. No PBQP-H SiAC as informações referentes a cada empresa são de caráter confidencial.
Transparência: os critérios e decisões tomados são, necessariamente, pautadas pela clareza e impessoalidade.

10. No PBQP-H SiAC os agentes envolvidos nas decisões têm autonomia e independência.
Publicidade: o Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras não tem fins lucrativos, e a relação de empresas avaliadas em conformidade é pública e divulgada a todos os interessados.

Se a sua empresa ainda não é certificada no PBQP-H SiAC, procure hoje mesmo a Inntelectus. Somos especialistas em consultoria e certificação na norma PBQP-H SiAC.

Acesse  http://www.inntelectus.com.br/areas-de-negocio/gestao-qualidade/implantacao-pbqp-h-siac/ e saiba como.



Rua Dr. Miranda de Azevedo, 793 - CEP 05027 - 000
Pompéia - São Paulo - SP - Brasil
Fones: + 55 11 3312-8090

Blog Inntelectus Twitter - Inntelectus Facebook - Inntelectus Agêngia Pulso